E quando o Natal dói tanto?

Grinalda do Natal Roxo
"Detesto o Natal!"

"Não suporto o stress Natalício!"

"Só me apetece é desaparecer e voltar só no próximo ano..."

"Quando me lembro que é Natal, só me apetece chorar..."

Nem toda a gente se alegra com o Natal e também é importante respeitar a dor de quem sofre no Natal pelas mais variadas razões.

Para uns pode ser o primeiro Natal sem um ente querido...

Para outros, é o desespero das prendas e obrigações num orçamento familiar pequeno demais...

Para muitas famílias, a realidade da emigração, impõe distâncias difíceis de superar...

E há muitas famílias para quem esta época natalícia, apenas traz o confronto com relações conflituosas, disfuncionais e dolorosas...

Enfim, há muitos motivos que tranformam uma época de festa num verdadeiro tormento.

E é legítimo sofrer mesmo quando outros se alegram e festejam e cada um deve ser respeitado no seu sofrimento.

Mas é bom lembrar que, se está a sofrer, merece sentir-se melhor, merece tréguas com o seu passado ou presente...

Talvez seja também o momento para olhar para esta dor e procurar ajuda e suporte, seja de amigos, de instituições, de profissionais de saúde que o possam ajudar a atravessar melhor esta época e a devolver a esperança de um novo ano melhor.

A Psicoterapia pode ajudar a sarar feridas profundas e a devolver tranquilidade e o doce sabor da vida!

Um abraço doce e quentinho a todos mas muito em especial para quem sofre com esta época,

Vera Martins

vera.martins@voar-me.com

Featured Posts
Recent Posts
Procurar
Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic